Podemos construir um mundo melhor, isso só depende de cada um de nós.


Thor Batista é condenado a pagar R$ 1 mi

 

Filho de Eike Batista terá de prestar serviços comunitários por dois anos, mesmo período que ficará sem carteira de habilitação

 

Da Redação notícias@band.com.br

 

Thor Batista, filho do empresário Eike Batista, foi condenado pelo atropelamento e morte de um ciclista, em março de 2011, na Baixada Fluminense. Ele terá de prestar serviços comunitários por dois anos, mesmo período que ficará com a carteira de habilitação suspensa.

Thor também vai pagar multa de R$ 1 milhão por homicídio culposo – sem intenção de matar. A decisão foi tomada nesta quarta-feira à tarde pela juíza Daniela Barbosa Assumpção de Souza, da 2ª Vara Criminal de Duque de Caxias.

Depoimento

O filho do empresário depôs em abril na 2ª Vara Criminal de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. Thor Batista afirmou em juízo que o atropelamento de um ciclista na BR-040, em março do ano passado, foi inevitável.

De acordo com a polícia, ele trafegava a uma velocidade de 110 km/h, dentro da velocidade máxima permitida. Thor disse que não conseguiu parar. Ele responde por homicídio culposo, quando não assume o risco de matar.

O jovem chegou por volta das 12h45 no fórum, acompanhado da mãe, Luma de Oliveira.

Velocidade

No início de fevereiro, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro afastou do processo o perito criminal Hélio Martins Júnior, responsável pelo laudo que constatava que Thor dirigia a 135 km/h no momento do acidente.

O laudo já havia sido excluído do processo após a defesa de Thor alegar que o perito tinha relação direta com o MP (Ministério Público), o que poderia ser considerado violação de imparcialidade.


Comente:

Nenhum comentário foi encontrado.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!