Podemos construir um mundo melhor, isso só depende de cada um de nós.


Servidor do Iapen é flagrado ao tentar entrar na instituição com onze celulares

Telefones celulares que seriam entregues a detentos foram capturados

 

Agência Amapá

 

Um agente penitenciário foi preso pelos próprios colegas de trabalho ao tentar entrar na penitenciária com onze aparelhos de telefones celulares, que tinham como alvos internos da casa de reclusão. O fato ocorreu no final da tarde desta quarta-feira, 24, quando o servidor recebeu voz de prisão dos agentes do serviço de inteligência.

 

O diretor do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen), delegado Nixon Kenedy, disse que o agente estava de plantão e, por volta das 14h, saiu do local de trabalho e foi até um dos comércios localizados em frente ao Iapen.

 

Lá, ele comprou um refrigerante, porém trouxe consigo os telefones e pretendia entrar na penitenciária com os objetos. "Acreditamos que o pacote estava guardado no referido estabelecimento comercial", enfatiza Nixon.

 

O agente foi apresentado na Central de Flagrante, no bairro Pacoval, onde os procedimentos de rotina foram lavrados contra ele. A direção do Iapen criou serviço de inteligência a partir da capacitação profissional de servidores da própria instituição.

 

De acordo com o diretor Nixon Kenedy, o principal objetivo foi identificar servidores envolvidos com ilegalidades, como entrada de objetos ilícitos que tinham como alvo os detentos, referindo-se a aparelhos de telefones celulares, chips, drogas, armas e demais objetos nocivos aos internos.

 

A facilitação de fugas na penitenciária arquitetada por funcionários também era fator preocupante para a direção do órgão, assim como identificar parentes de internos que em dias de visitas planejavam encontrar seus parentes e a eles entregar itens proibidos.

 

A ação dos agentes que integram o serviço reservado no Iapen tem sido eficaz na fiscalização e controle na entrada de pessoas, sejam funcionários, empresas terceirizadas, presos ou parentes deles.

 

"Em se tratando de servidores que lidam diretamente com apenados, ressaltamos que vários já foram flagrados contendo celular, drogas ou facilitando fugas. Todos receberam voz de prisão e levados à delegacia, onde foram indiciados conforme a acusação", frisou Nixon.

 

 

José Maria Silva/Secom

 


Comente:

Nenhum comentário foi encontrado.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!