Podemos construir um mundo melhor, isso só depende de cada um de nós.


Roubos aumentaram em 121,37% no primeiro semestre de 2013

Roubos aumentaram em 121,37% no primeiro semestre de 2013

12/07/2013

 

O Núcleo Setorial de Planejamento (NSP) da Delegacia Geral de Policia Civil do Amapá (DGPC) elaborou mapa estatístico das ocorrências de crimes contra o patrimônio, lavradas em delegacias de bairros e na Especializada (DECCP), confrontando dados deste primeiro semestre com o mesmo período do ano passado.

De acordo com o estudo, em 2012 foram registrados 1.984 casos de roubo consumado contra 2.408 deste ano, ou seja, houve aumento de 424 crimes a mais (121,37%), representando um total de 4.392 pessoas que tiveram seus patrimônios atingidos pela ação criminosa.

Sobre furto qualificado (artigo 155, § 4º e incisos do Código Penal Brasileiro), é aquele em que ocorre destruição ou rompimento de obstáculo à subtração da coisa, com abuso de confiança, ou mediante fraude, escalada ou destreza e emprego de chave falsa e mediante concurso de duas ou mais pessoas.

A polícia acredita que devido à ação ser cometida na ausência da vítima, o número é elevado dado à facilidade com ele é praticado, e por isso, nos primeiros seis meses de 2012 as delegacias registraram 1.105 casos e, nesse mesmo período de 2013, já são 1.036. Já os furtos simples, em 2012, somaram 2.917 casos e 3.050 este ano.

A polícia também registra um tipo de delito com subtração de valores e que coincide com morte denominado de latrocínio (roubo seguido de morte) quando, para consumar o roubo, a violência empregada pelo acusado causa a morte da vítima.

Além da tipificação contida no artigo 157, §3º (in fine) do Código Penal Brasileiro, está ainda previsto no rol taxativo dos crimes hediondos (artigo 1º, II, da lei nº 8.072 de 1990). Artigo. 157, § 3º se da violência a ação resulta em morte a reclusão é de 20 a 30 anos, sem prejuízo da multa. Figura, portanto, entre os delitos de maior pena privativa de liberdade, no país.

O período estudado pelo NSP mostra que ocorreram três latrocínios em 2012 e dez de janeiro a junho de 2013.

Embora haja alto investimento do governo do estado no sistema de segurança pública com especialização de pessoal, equipamentos de inteligência, aquisição de veículos entre outros, há também aumento significativo da população oriunda de todas as regiões do país que fixa moradias em Macapá, muitos com reincidência criminal.

 

Fonte: Jornal Diário do Amapá


Comente:

Nenhum comentário foi encontrado.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!