Podemos construir um mundo melhor, isso só depende de cada um de nós.


Rio reajusta em 50% as gratificações de PMs em UPPs

O governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), anunciou nesta sexta-feira reajuste de 50% no valor das gratificações pagas pela Prefeitura do Rio as 8,3 mil policiais militares lotados nas 32 Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) na cidade. Atualmente, os praças ganham R$ 500 de bonificação, os subcomandantes das UPPs, R$ 750, e os comandantes, R$ 1 mil. Segundo Cabral, o reajuste havia sido solicitado pelo secretário Estadual de Segurança, José Mariano Beltrame, ao prefeito Eduardo Paes, que aceitou o pedido.

 

O anúncio foi feito durante a cerimônia de inauguração da UPP Caju, na zona portuária. Nesta sexta, Cabral também inaugurou a UPP Barreira do Vasco, em São Cristóvão, na zona norte.

 

A UPP Caju vai atender 16 mil moradores de 13 comunidades do Complexo do Caju, e contará com efetivo de 350 PMs. A UPP Barreira do Vasco terá 150 policiais, que atenderão cerca de 10 mil habitantes. O Morro do Tuiuti, antes atendido pela UPP Mangueira, foi incorporado à nova UPP por conta de sua proximidade geográfica.

 

As 13 favelas do Complexo do Caju e a Barreira do Vasco foram ocupadas pelas forças de segurança na madrugada de 3 de março. A ação contou com 1,6 mil homens das polícias Militar, Civil e Federal, além de fuzileiros navais, com apoio de blindados da Marinha. Não houve reação dos traficantes e o controle do território das comunidades foi retomado em 25 minutos.

 

Complexo da Maré

A inauguração da UPP no Caju foi o último passo antes da ocupação do vizinho Complexo da Maré, formado por 15 favelas que contam com 75 mil habitantes. Cortada pelas três principais vias expressas do Rio - Avenida Brasil e Linhas Vermelha e Amarela -, a Maré é rota obrigatória para quem chega ao Rio pelo Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, e precisa se deslocar em direção ao Centro ou à zona sul da cidade.

 

Ao contrário dos Complexos da Penha e do Alemão, quando todas as comunidades foram ocupadas de uma só vez, na Maré as favelas serão ocupadas pouco a pouco. Isso porque as diferentes comunidades da Maré são controladas por três diferentes grupos criminosos, que disputam a região entre si: Comando Vermelho, Terceiro Comando e milícia.

 

Depois da Maré, as UPPs vão avançar "numa trajetória de parábola pela Avenida Brasil", conforme já afirmou o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame. As favelas da zona norte que margeiam a via expressa serão as primeiras beneficiadas. Em seguida, serão ocupadas as comunidades da zona oeste.

 

A cidade do Rio possui atualmente 32 UPPs. A promessa do governo do Estado é inaugurar 40 unidades até o término deste segundo mandato de Sérgio Cabral, em dezembro de 2014.

 

Fonte: Agência Estado


Comente:

Nenhum comentário foi encontrado.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!