Podemos construir um mundo melhor, isso só depende de cada um de nós.


Projeto Motorista Legal possibilita reeducação para pessoas

 

Projeto Motorista Legal criado desde 2005 na Vara de Execuções da Penas e Medidas Alternativas (VEMPA) do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE) visa o aspecto socializador e educativo das penas e medidas alternativas, através de um espaço de discussão sobre os riscos no trânsito. O público alvo são pessoas indiciadas ou condenadas em delitos de trânsito e estão cumprindo uma pena restritiva de direitos.

 

Mensalmente é realizada uma palestra com temáticas diversificadas que focam o comportamento do motorista no trânsito, destacando não apenas a boa condução do veículo, mas principalmente a atenção, o respeito ao pedestre e aos outros motoristas, as atitudes de gentilezas e educação no trânsito. O programa é formado por grupos de cinco palestras, em ciclos continuados o ano todo.

 

O primeiro grupo de 2013 teve início em 25 de janeiro e se encerrou em 10 de maio e abordou temas como “Direção Defensiva e as causas de acidentes”; “Código de Trânsito Brasileiro: informações gerais sobre os direitos e deveres do cidadão”; “A influência do álcool e das drogas ilícitas no trânsito”; “Noções de Primeiros Socorros em Acidentes de Trânsito e orientação para uso de extintores; e a “Convivência social no trânsito: atitudes para um trânsito seguro”. O segundo grupo iniciou no dia 24 de maio e prossegue nos dias 14/06, 12/07, 09/08 e 13/09.

 

De acordo com a Juíza da VEMPA, Suzete Ferrari Madeira Martins, o Projeto Motorista Legal trabalha o aspecto psicológico do comportamento do motorista no trânsito. “Hoje muito se fala em reeducação no trânsito, eu acredito que todas as pessoas precisam desta reeducação, mas aquelas que infringiram as normas de trânsito estão mais em evidência. Apenas a pena retributiva do Código Penal não ajuda a recuperar, é preciso reeducar e reinserir. Este ciclo de palestras tem este objetivo; ajudar as pessoas a se comportarem melhor na condução de seus veículos no trânsito e, assim, diminuir os índices de acidentes e vítimas”.

 

O taxista Reinaldo dos Santos iniciou no projeto em abril deste ano e, segundo ele, assistir às palestras trouxe-lhe bons frutos. “Foi proveitoso porque deu para adquirir mais experiência. Sou taxista há cinco anos e todos os dias estou no trânsito e com o que aprendi, poderei ser um profissional melhor e ainda repassar para outras pessoas o que aprendi”.

 

O Projeto Motorista Legal conta com a parceria dos órgãos de trânsito a exemplo da SMTT, CPTRAN e DETRAN. O psicólogo da SMTT, Marco Aurélio Santos, que ministrou a última palestra do primeiro grupo, falou sobre condutas, mobilidade e desafios no trânsito. “Este projeto é um salto que o TJSE tem dado no combate à violência no trânsito. Acompanhando estas pessoas, percebi um grande desejo de uma realidade diferente, de construir um nova história, onde as vidas dessas pessoas e dos seus pares sejam diferentes e que tenhamos um trânsito menos violento”.

 

Conforme explica a Magistrada Suzete Ferrari Madeira Martins, a resposta da sociedade ao projeto tem sido positiva. “Tem sido um sucesso, mesmo quando o juiz do processo de origem não insere as pessoas em um programa de reeducação no trânsito, ao chegarem à VEMPA, eu os encaminho ao programa. A princípio há uma certa resistência, mas depois que elas começam a frequentar o grupo, gostam e a resposta tem sido bastante positiva”.

 

Diretoria de Comunicação - TJSE


Comente:

Nenhum comentário foi encontrado.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!