Podemos construir um mundo melhor, isso só depende de cada um de nós.


Por que somos inteligentes estúpidos? (1)

Por que somos inteligentes estúpidos? (1)

Para aquecer, um exercício em busca de uma resposta lógica: por que, na maioria das espécies vertebradas, os machos são maiores que as fêmeas?

 

Meus amigos: estamos repassando os 50 erros lógicos mais frequentes que, como inimigos do sucesso (pessoal ou empresarial), podem nos levar ao fracasso. Para aquecer, um exercício em busca de uma resposta lógica: por que, na maioria das espécies vertebradas, os machos são maiores que as fêmeas?

 

Voltando à falácia da história bem contada, importa assinalar que é grande a correlação entre ela e o pensamento intuitivo. Embora este tenha contribuído para a evolução da espécie humana e continue sendo importante em muitas situações, ele conta com o grave defeito de ofuscar ou bloquear (frequentemente) o olhar ou o raciocínio crítico, porque é automático, irreflexivo.

 

A informação entra pela “memória de trabalho” (caixa de entrada) e, em seguida, buscamos respostas na memória de longo prazo (memória profunda, onde está o registro memorizado da nossa história). A resposta pode estar fundada em coordenadas racionais (bem pensadas) ou nos nossos preconceitos intuitivos, nas nossas crenças, nas nossas ideologias, nos nossos atalhos etc.

 

A diferença entre o pensamento intuitivo e o consciente é o seguinte: o primeiro é automático, enquanto o segundo é racional, ponderado, mais lento, mais reflexivo, mais penoso, ou seja, mais lógico. Mas a disputa entre eles é desproporcional: o primeiro ganha na maioria das vezes. Daí a frequência dos nossos erros lógicos. Uma dica: nas nossas decisões, sobretudo nas mais importantes, não deveríamos cair na falácia do pensamento intuitivo.

 

Deveríamos atentar para a tese de que a estupidez humana (nossos erros de lógica) reside precisamente (a) ou na nossa incapacidade de reconhecer que contamos com esses mecanismos intuitivos ou (b) no nosso comodismo de não resistir às respostas que eles prontamente nos apresentam.

 

E.T.: Justificativas e narrativas darwinianas (coerentes, mas não necessariamente corretas) para o exercício lógico acima proposto: os machos vertebrados, em geral, são maiores (caso do leão, do elefante-marinho etc.) ou possuem caudas mais longas (como o pavão), porque, em regra, são polígamos (se acasalam com várias fêmeas) e devem competir (inclusive fisicamente) com outros machos para terem a “posse” das fêmeas. Isso se chama “dimorfismo sexual” (Frank, O naturalista da economia). Avante!

 

Por: Luiz Flávio Gomes


Comente:

Nenhum comentário foi encontrado.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!