Podemos construir um mundo melhor, isso só depende de cada um de nós.


Policiais civis do Amapá participam de curso de investigação na Embaixada Americana

Policiais civis do Amapá participam de curso de investigação na Embaixada Americana

Agente da Polícia Civil do Amapá, Francisco Azevedo, participará de curso de investigação criminal com instrutores do FBI

10/07/2013

 

Agência Brasil

 

Dois agentes da Polícia Civil do Amapá, lotados no Núcleo de Operações e Inteligência (NOI), Francisco Azevedo C. Trindade e Isabele Canuto, vão participar de um curso denominado "Técnicas Básicas de Investigação Criminal".

 

O curso, que tem como objetivo mostrar o motivo e maneira de conduzir uma investigação, inclui técnicas de gerenciamento de cena de crime. O evento é realizado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), órgão do Governo Federal, em conjunto com a Embaixada dos Estados Unidos da América, cujas aulas serão ministradas no período de 15 a 19 deste mês, na capital federal.

 

Consta na programação que os alunos vão estudar sobre panorama do Federal Bureau of Investigation (FBI), uma unidade de polícia do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, Sistema Judiciário Federal dos EUA, limitação do poder de polícia, documentos de investigação, cena de crime, desenhando uma cena de crime, entrevistando um suspeita, protocolo de interrogatório, gestão de informantes, fontes, técnicas sofisticadas, testemunha em tribunal, introdução às organizações de tráfico de drogas, entre outros temas específicos na missão policial.

 

O conhecimento já foi aplicado para policiais de vários estados das regiões Nordeste, Sul e Centro-Oeste, bem como para grupos específicos de agentes de segurança pública representantes de suas instituições.

 

"Estas novas técnicas usadas para investigação criminal que vamos aprender e trocar informações com os instrutores do FBI nos dará mais conhecimento para desenvolvermos nossa missão nos trabalhos investigativos em Macapá. Desta forma, estaremos nos aperfeiçoando para lidar com a evolução do crime", ressalta o agente Francisco Azevedo.

 

 

José Maria Silva/Secom


Comente:

Nenhum comentário foi encontrado.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!