Podemos construir um mundo melhor, isso só depende de cada um de nós.


O trânsito que queremos somos nós que construímos

O trânsito que queremos somos nós que construímos

"Todo homem é culpado por todo bem que ele não fez."

(Voltaire)

 

Para sermos bem tratados, devemos tratar bem as pessoas das quais nos relacionamos em sociedade, quer seja virtualmente ou na realidade mundana. Não há como cobrar um bom dia de alguém se não cumprimentos às pessoas no ambiente onde chegamos posterior as que lá estavam. Assim, dessa maneira funciona o trânsito. Cobramos muito do poder público, mas pouco ou quase nada contribuímos para que as mudanças positivas ocorram no trânsito brasileiro.

 

O Brasil já desponta como 4º colocado mundialmente em mortes no trânsito, preferíamos estar na última colocação nesse ranking. Agora para que isso aconteça, faz-se necessário a colaboração de todos e todas, não devemos em hipótese alguma tão somente cobrar ações do Estado para que mudem a violência hoje presenciada em nossas vias. Nós podemos mais, nós devemos fazer muito mais, basta querermos mudar o caos atual instalado no trânsito em quase todo o país.

 

O desrespeito às normas vigentes e a vida é o que impera no trânsito, as mortes crescem 4,06% ao ano, em 2012 foram 46.395 vidas destruídas, não são simples números, são sonhos que se vão e, a sociedade perde muito com isso. São 05 mortes por hora, uma morte a cada 11min21seg, 127 mortes por dia... Isso é uma triste e lamentável realidade, os números são do Delitômetro do Instituto Avante Brasil. Isso deve mudar, mas depende de cada um de nós.

 

Será que é tão difícil respeitar a faixa de pedestre, um lugar sagrado para os transeuntes? Será que dói o uso do cinto de segurança? Será que custa usarmos as lanternas de indicação de nossos veículos, indicando que iremos entrar à esquerda ou à direita? Será que é tão ruim estacionar corretamente?  Será que custa aguardar o semáforo ficar verde para seguirmos? Será que é tão complicado compreender que os carros são bem mais resistentes e fortes que as bicicletas? Vejamos, não é melhor respeitarmos a sinalização viária existente? Caso essa seja deficiente, ai sim, devemos cobrá-la dos responsáveis, pois contribuímos muito com os vários impostos que pagamos. Fizemos referência a algumas condutas no trânsito, poderíamos ter citado crimes também. Pensamos da seguinte forma, quando cometemos infrações leves e/ou médias, usando o jeitinho brasileiro como pano de fundo para sempre nos darmos bem, corremos o risco de progressivamente cometermos no futuro infrações graves e/ou gravíssimas e até crimes no trânsito. Fica a reflexão a respeito.

 

O fator preponderante para a ocorrência dos acidentes e mortes no trânsito é o fator humano, é da ordem de 90% (imprudência, negligência e imperícia), 4% referente a problemas nos veículos e 6% são por questões relacionadas a malha viária. Isso segundo estudos do Departamento Nacional de Trânsito. Sendo assim, cremos que o maior problema é a conduta humana, basta um pouco de consciência e tudo ficará bem melhor. Agora, deve ser uma disciplina consciente, algo natural, sem a intervenção repreensiva do Estado. Sejamos educados no trânsito, as pessoas também serão, é uma lógica da reciprocidade, uma via de mão dupla. Não queremos ser culpados pelo bem que deixamos de fazer. Façamos o bem no trânsito.

 

A educação no trânsito é um caminho a seguir, isso é algo inconteste. Mas o poder público pode e deve trabalhar de forma eficaz e eficiente ações educativas, a engenharia de trânsito, a fiscalização, a questão dos primeiros socorros e punições adequadas e efetivas.

 

 

Alex João Costa Gomes – Bacharelado e Licenciatura Plena em História - (UNIFAP-2001); Cursos na área de gestão, formação política, marketing político, Policial Militar e Ex-Diretor-Presidente do DETRAN/AP


Comente:

Data: 03/10/2018

De: Shayenne

Assunto: Nada para fazer

Muito bom amei

—————

Data: 19/05/2013

De: Narson Galeno

Assunto: Trânsito que queremos somos nós que construímos

A palavra chave é EDUCAÇÃO, precisamos entender que o bem que devemos construir vem da mudança cultural de nossa sociedade, pois assim teremos base para qualquer tipo de mudança, políticos investidos na eficiência, competência e comprometimento e gestores responsáveis com a coisa pública e principalmente com a vida humana, bem precioso da coletividade. Discussão nobre que precisamos fazer chegar a toda sociedade. Parabéns e vamos em frente na busca do melhor

—————

Data: 20/05/2017

De: Viatucuju

Assunto: Re:Trânsito que queremos somos nós que construímos

O site segue fazendo sua parte, pois sabemos que cada um fazendo um pouco, ao final teremos feito muito para mudar a realidade do trânsito no país.

—————

Data: 19/05/2013

De: José Cassiano de Freitas

Assunto: O trânsito que queremos somos nós que construímos

Sem nenhuma dúvida temos uma grande responsabilidade por tudo isso que nos cerca. O nosso trânsito de fato é ruim. E se bem analisarmos, poderíamos contribuir para melhorá-lo. Não chego a afirmar que somos os responsáveis direto por tudo isso que aí está, mas alguma culpa todos temos. Aliás, não só no que diz respeito ao trânsito, mas em relação a muitos outros tipos de serviços públicos que nos são oferecidos. O nosso primeiro erro começa com a escolha inadequada dos nossos representantes e dirigentes. Depois porque nem sempre nos posicionamos com firmeza na hora de exigir os nossos direitos. E, por último, quando não colaboramos com o poder público para a solução de muitos problemas, muitas vezes, de fácil solução. Aliás, muita gente, em vez de ajudar a resolver, concorre para o agravamento da situação. Enfim, no meu entender, o nosso maior problema no momento é a deficiência na EDUCAÇÃO. Um dia, se DEUS nos ajudar, haveremos de superar tudo isso que aí se encontra.

—————

Data: 20/05/2017

De: Viatucuju

Assunto: Re:O trânsito que queremos somos nós que construímos

Como foi subscrito no texto, 90% dos acidentes e mortes no trânsito são decorrentes do fator humano, então, podemos e na verdade devemos sim agir de forma que a gente mude o caos que hoje observamos em nosso trânsito.

—————



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!