Podemos construir um mundo melhor, isso só depende de cada um de nós.


Flagrantes do nosso trânsito

Flagrantes do nosso trânsito

Na morena Macapá ou em qualquer um dos Municípios do Estado não é difícil ver condutores praticando infrações de trânsito como se fosse algo normal, uma postura correta, contudo, o que percebemos é o desrespeito total às normas vigentes e egoísmo imperando através do jeitinho brasileiro.

 

 

Já temos um trânsito bem complicado, mas ao invés dos condutores colaborarem, parece que fazem questão de piorarem e pouco ou nada contribuem para uma mudança positiva. Nas imagens registradas na Av. Cora de Carvalho entre as Ruas Cândido Mendes e São José, observamos algumas infrações de trânsito, sendo que para piorar, o horário compreendia entre às 11h e 12h, bem no Centro da Capital. Não há como justificar a ausência do poder público, pois existe sinalização viária no local, vertical e horizontal, que proíbem estacionar na lateral direita da via supracitada (R–6a Proibido Estacionar; Linha de Indicação de Proibição de Estacionamento e/ou Parada). E, um pouco de disciplina consciente ajudaria muito a melhorar o trânsito macapaense.

 

O trecho citado já é estreito e, com vários carros estacionados irregularmente fica bastante difícil o tráfego de veículos e a utilização pelos transeuntes da referida via. Será que é necessário colocar fiscalização humana ou eletrônica no local? Notificando os imprudentes, ou é mais racional os condutores respeitarem conscientemente a sinalização que lá existe? Ou os mesmos não são habilitados? Devemos contribuir com o poder público, não só cobrar ações propositivas desses no sentido de minimizar ou acabar com os diversos problemas do trânsito.

 

 

O Brasil já é o 4º país em mortes no trânsito no mundo, temos um crescimento de 4,06% anualmente no número de mortes nas vias brasileiras, chegaremos em 2014 segundo projeções de estudiosos no assunto a mais de 50 mil mortes. Caminhamos lamentavelmente assim: 05 mortes por hora; uma morte a cada 11min21seg; 127 mortes por dia...

 

No Amapá tivemos até sexta-feira, 01 de março, 15 mortes no trânsito. Quando cometemos infrações leves e médias, possivelmente cometeremos infrações graves e gravíssimas, e, nessa progressão negativa, poderemos cometer crimes de trânsito também. Devemos repensar nossas condutas no trânsito.

 

*Números do Instituto Avante Brasil, DATASUS e do Blog do João Bolero Neto

 

 

Alex João Costa Gomes - Bacharel e Licenciado em História (UNIFAP 2001); Policial Militar e ex-Diretor-Presidente do DETRAN-AP


Comente:



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!