Podemos construir um mundo melhor, isso só depende de cada um de nós.


EAP encerra capacitação de Procedimentos Metodológicos para Instrutores da Polícia Militar

Uma turma com 50 policiais militares do Estado do Amapá encerrou nesta sexta-feira, 22, o curso de Procedimentos Metodológicos para Instrutores da Polícia Militar (PM), realizado pela Escola de Administração Pública do Amapá (EAP). A capacitação ocorreu num período de 10 dias, ministrada pela consultora e servidora da EAP, Geni Frota.

 

Este trabalho, de acordo com Geni Frota, teve como objetivo qualificar os policiais que atuam como instrutores, visando o aperfeiçoamento de suas práticas para melhorar a qualidade da atuação da docência do ensino militar.

 

 

O subcomandante da Companhia de Choque do Bope, tenente Iram Santos, ressalta que o objetivo do curso foi obtido. Ele ressalva ainda que com os conhecimentos adquiridos nas aulas, com base na neurolinguística, é válido em todos os aspectos pessoais e profissionais para o trabalho policial.

"A neurolinguística nos permite uma análise mais aprofundada com relação ao comportamento do ser e isso é totalmente favorável para a atuação com melhor desempenho da Polícia Militar do Amapá", afirma.

 

Com muita prática na teoria, a temporada de conhecimento foi envolvida por um ciclo de aprendizagem vivencial, uso de ferramentas multimídia e fases de grupos.

A metodologia adotada para dar suporte a todas as atividades foi pautada na Andragogia de Maicon Knowles, participativa e vivencial, com exercícios estruturados, leituras de textos e apresentações interativas com recursos audiovisuais.

 

 

 

Crisler Samara/EAP

Agência Amapá


Comente:



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!