Podemos construir um mundo melhor, isso só depende de cada um de nós.


CORRÊA NETO

CORRÊA NETO

 

O time da imprensa amapaense entra em campo hoje sem um dos seus principais nomes. Além da experiência, tinha uma postura de combate impressionante, de marcar em cima, quando pressionado, e pressionar quando tinha que organizar o melhor pensamento e colocar em prática o melhor texto.

 

Todos precisavam estar atentos às suas iniciativas.

 

Foi um daqueles que primeiro entendeu a importância da modernização tecnológica, substituindo os instrumentos de trabalho que perdiam a importância, compreendendo a sua aplicação à comunicação.

 

Entendeu a vantagem da máquina de escrever portátil sobre as máquinas americanas pesadas, na frente da imensa maioria, como também entendeu o que representava o computador para poder manter-se atual com o seu raciocínio, sempre veloz, percorrendo caminhos em velocidades acima do comum.

 

Incompreendido e combatido não deixava de fazer-se compreender e combater. Mesmo quando massacrado, punha o nariz de fora, altivo e sensato, não desafiando, mas mostrando quem estava certo e quem estava errado.

 

Antônio Corrêa Neto sempre esteve atual com o seu pensamento e com os meios que tinha para manifestá-los, desde as máquinas impressoras que usavam as pesadas páginas de jornal, compostas em linotipo, até aos levíssimos notebooks de última geração que formatam os textos quase que na velocidade do pensamento.

 

Avançado na análise e na sua comprovação, Corrêa Neto – pode-se dizer –, era um dos precursores da boa técnica jornalística, do bom aproveitamento das redes sociais, sem perder a qualidade ou sem evitá-la, permitindo que as melhorias disponibilizadas, fossem utilizadas como vento a favor no acompanhamento de seu audaz pensamento.

 

Corrêa Neto é um daqueles homens que, depois de morto, não leva o seu pensamento, a sua inteligência, os seus ensinamentos, os seus princípios, pois, esses elementos ficam a serviço de todos, mesmo daqueles que não o compreenderam completamente, quando despejava o próprio suor a serviço das minorias e do poder que tinha para separar as coisas e os comportamentos.

 

Nosso time está de luto, mas com a certeza de que esse nosso atleta, o mestre Corrêa Neto, cumpriu o seu papel com incrível habilidade, sempre dando um pouco mais do que esperava a sociedade.

 

Corrêa Neto foi humano toda a vida, grande em suas lutas e especialmente disposto ao combate toda vez que era preciso.

 

Por: Josiel Alcolumbre

 

 


Comente:

Nenhum comentário foi encontrado.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!