Podemos construir um mundo melhor, isso só depende de cada um de nós.


Amigos e familiares de jovem morto no trânsito fazem caminhada da paz

Amigos e familiares de jovem morto no trânsito fazem caminhada da paz

Familiares e amigos utilizaram cartezes e camisas
pedindo justiça e paz no trânsito.
(Foto: Fabíola Gomes G1)

07/07/2013

 

Por Fabíola Gomes

 

Familiares e amigos do amapaense Rafael do Amaral Moraes, 21 anos, vítima fatal de acidente de trânsito ocorrido na sexta-feira (28), na rotatória do bairro Araxá, Zona Sul de Macapá, fizeram uma manifestação na tarde de sábado (06), pedindo paz no trânsito e mais celeridade na aplicação das leis por parte da justiça.

 

Segundo Vanda do Amaral, tia da vítima, o jovem estava de bicicleta a caminho do trabalho, por volta das 5h, quando uma policial militar subiu a calçada com o carro e o atingiu. O atropelamento causou a morte de Rafael no local do acidente. A motorista se recusou a fazer o teste do bafômetro, comunicou o acidente à polícia, pagou fiança e aguarda em liberdade o julgamento.

 

Os organizadores da passeata que saiu  por volta das 4h, de frente da Igreja Assembleia Ministério Deus Forte, na Avenida Equatorial, utilizaram camisas com a foto de Rafael Moraes e cartazes com pedidos de atenção, paz no trânsito e justiça.

 

"Sabemos que a nossa manifestação não irá trazer o Rafael de volta, mas isso é para mostrar o tamanho da nossa revolta. Nós não aceitamos que a morte do meu sobrinho venha ficar impune", disse a tia da vítima.

 

Amigos levaram cartazes com pedido de justiça (Foto: Fabíola Gomes G1)
Amigos levaram cartazes com pedido de justiça
(Foto: Fabíola Gomes G1)
 

Muito emocionada, a mãe de Rafael Moraes, Vanusa Amaral, pede justiça pela morte trágica do filho. "É uma dor irreparável, mas pelo menos nós vamos chamar atenção das autoridades e dos motoristas que saem para beber e logo após vão para o volante. Queremos que essas pessoas reflitam, pois elas são responsáveis pelas suas vidas e pelas vidas de outros. Era meu único filho homem, estou sozinha", lamentou a mãe do balconista.

 

Os manisfetantes passaram pelo Monumento do Marco Zero do Equador, ponto turístico da capital e seguiram até o Complexo do Araxá, as margens do Rio amazonas, próximo ao local do acidente. Uma cruz com o nome de Rafael Morais foi colocada no local onde o corpo do rapaz foi encontrado.

 

Fonte: G1 AP


Comente:

Nenhum comentário foi encontrado.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!