Mazagão Velho ficando mais velho

Mazagão Velho ficando mais velho

 

Fundada em 23 de janeiro de 1770 as margens do rio Mutuacá no Estado do Amapá, isso durante o período colonial ainda como parte da política do Marquês de Pombal de transferência dos moradores da Mazagão Africana (Marrocos), desativando um dos últimos baluartes da cavalaria medieval, isso para povoar a região que pertencia ao Estado do Grão Pará, hoje parte integrante do Amapá, com essa medida adotada 340 famílias foram trazidas para Belém, dessas, 163 foram levadas para a Mazagão Amazônica, outras resolveram se instalar em Belém e em Macapá. Com os objetivos de criar uma nova Mazagão em terras Tucujus, povoar a região, fornecer mão de obra para o trabalho de construção da Fortaleza de São José de Macapá e criar um pólo agrícola com plantação de arroz e algodão para abastecer as Vilas do Grão Pará, assim nasceu o que hoje conhecemos como a Vila de Mazagão Velho.

 

 

Em Mazagão Velho temos a tradicional Festa de São Tiago que ocorre no mês de julho e relembra os confrontos entre Mouros e Cristãos, é a maior representação cultural do Amapá sem sombra de duvidas. Isso aqui é um pouquinho do Brasil, um pouco do lugar de pessoas hospitaleiras, batalhadoras e que mantém as tradições e lutam para que sua história viva no imaginário popular. Parabéns Mazagão Velho por seus 243 anos de existência!

 

 

Alex João Costa Gomes - Bacharel e Licenciado em História (UNIFAP 2001); Policial Militar e ex-Diretor-Presidente do DETRAN-AP

Comente:

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário