Podemos construir um mundo melhor, isso só depende de cada um de nós.


MACAPÁ: SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA

MACAPÁ: SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA

 

Até agora a população ainda não compreendeu os motivos que levaram o prefeito Clécio Luis a decretar Situação de Emergência na Prefeitura de Macapá.

 

Nota-se que há uma vontade muito grande de cooperar, compreender e ajudar a resolver a situação da administração do município de Macapá. Todos já perceberam que o problema é imenso e que só será resolvido com muito trabalho, especial dedicação e comprometimento.

 

Mas para que serve mesmo a decretação de Situação de Emergência em uma administração?

 

Serve para dar condições ao prefeito adquirir medicamentos, contratar serviços médicos, atender com mais eficiência os que precisam ser atendidos nos postos médicos e nas unidades de pronto atendimento.

 

Serve para retirar da folha de pagamento os fantasmas, das ruas o lixo doméstico, os ônibus sem condições de fazer o transporte coletivo, afinal, serve para melhorar a administração que foi recebida como jamais se esperava receber. As condições administrativas, econômicas e físicas em estado de verdadeira calamidade.

 

A decisão do prefeito Clécio é, sem dúvida ousada, corajosa, inusitada e que sabe ter que trabalhar muito para dar certo, mesmo sabendo de antemão, que as medidas serão tomadas obedecendo ao estrito interesse da população macapaense.

 

O prefeito não podia perder mais tempo esperando que as coisas se acomodassem, pois nesse tempo a situação poderia piorar e a população ser a grande sacrificada com a falta dos serviços que já esperou durante toda a administração anterior e que não tem mais paciência para continuar desse jeito.

 

Os 90 dias da administração municipal em situação de emergência é uma das possibilidades da população voltar a ter a atenção dos serviços públicos municipais e, para isso, as pessoas que assumiram os cargos na prefeitura de Macapá estão dispostas a conquistar as condições adequadas para uma administração dentro do que é normal na avaliação popular.

 

Que a situação é grave ninguém tem duvidas, mas é preciso trabalhar mudanças profundas para que a população comece a ser tratada como merece e considerada conforme os atuais gestores pretendem.

 

Então, a decretação da situação de emergência se impôs em nome de uma oportunidade para começar bem os trabalhos, para que todos os moradores de Macapá voltem a confiar na administração pública municipal.
 
por Josiel Alcolumbre

Comente:

Nenhum comentário foi encontrado.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!