Podemos construir um mundo melhor, isso só depende de cada um de nós.


255 anos de Macapá

255 anos de Macapá

 

A cidade joia da Amazônia, a nossa morena Macapá está completando 255 anos, primeiramente um pequeno povoado com um destacamento militar, passando a vila, cidade e posteriormente nos anos 40 sendo transformada na Capital do Território Federal do Amapá. O nome inicial dado a essas terras Tucujus, foi Adelantado de Nueva Andaluzia, foram o espanhóis que assim denominaram esse pedaço de chão. A história desse lugar se prende a defesa e a fortificação da região durante o período colonial, isso como parte da política de colonização dos portugueses.

 

O nome Macapá é uma variação de “macapaba”, que significa lugar de muitas bacabas. Em 04 de fevereiro de 1758 foi elevada a categoria de Vila de São José de Macapá. A origem da formação da sociedade macapaense se deu através da mistura de brancos, negros e índios, sendo que os brancos eram os degredados de Portugal: bandidos, prostitutas, presos políticos, enfim, uma formação social não diferente da brasileira durante o inicio do período colonial. Somos frutos de uma miscigenação, por isso uma bela e maravilhosa diversidade cultural nessas terras Tucujus.

 

Não a como falar em Macapá e não citar o marabaixo, manifestação cultural que desembarcou aqui junto com a população negra que para o extremo norte foi trazida, não falar do Laguinho, carinhosamente conhecido como bairro negro da cidade, não há como não lembrar o Igarapé das Mulheres, um dos primeiros bairros da cidade, do bairro da Favela, onde temos o Glicerão e a Verde e Rosa, falar do quebra mar, lugar onde várias gerações foram brincar e se banhar nas águas do majestoso rio Amazonas, da imponente Fortaleza de São José de Macapá, uma das maravilhas do Brasil, do Curiaú, lugar que mantém suas tradições e é lindo por natureza, da relação quase que de parentesco com os vizinhos paraenses. São tantos lugares, histórias, pessoas, que escreveríamos um livro e ainda assim, poderíamos correr o risco de esquecermos de citar alguém ou algo.

 

A morena Macapá tem um povo batalhador, hospitaleiro, alegre e que ao longo desses 255 anos também foi e é extremamente guerreiro, principalmente na defesa desse lugar e dos interesses daqueles que aqui viveram e vivem. A vida daqui já foi devagar, como cantada em música, contudo, crescemos, o desenvolvimento chegou e com ele os problemas urbanos. Hoje vivemos um novo tempo nesse lugar, que seja de muito trabalho e entendimento, e que tenha como prioridade nossa gente e nossa cidade, pois a morena Macapá deve ser bem cuidada, ela é uma pequena morena caminhando rumo ao futuro, a outros tantos anos.

Viva Macapá! Viva seus 255 anos!

 

 

Alex João Costa Gomes - Bacharel e Licenciado em História (UNIFAP 2001); Policial Militar e ex-Diretor-Presidente do DETRAN-AP


Comente:

Nenhum comentário foi encontrado.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!